41ª Edição da Casa de Criadores

A nova cara da moda brasileira mostrou sua força na 41ª Edição da Casa de Criadores, evento que aconteceu no último dia 12 (sexta-feira), edição que comemorava os 20 anos de existência do evento.

O evento que é sempre um caldeirão de idéias não foi diferente neste ano, os looks flutuaram entre os mais extravagantes como MRTNS (marca de Marcelo Martins), que trouxe um desfile baseado na virada dos anos 1970 para 1980, e das fotografias de Guy Bourdin, até o minimalismo com inspiração no japonismo de Alex Kazuo.

Não faltou também, espaço nas passarelas para levantar bandeiras importantes na luta por igualdade. O estilista Diego Gama montou uma parceria com o Brechó Replay, onde modelos negros desfilaram ao som de uma leitura sobre o preconceito e reconhecimento da identidade negra.

Outro destaque foi Rafael Caetano que imprimiu imagens e referências a Drag Queens famosa. Essas são bandeiras importante que muitas vezes deixam de ser levantadas por marcas e estilistas já renomados, por medo de perder clientes e contratos.

Algumas de nossas modelos deram o ar da graça nessa edição da casa dos criadores, e arrasaram na passarela.

Logo no primeiro dia de desfiles, Bia Colombo e Bruna Diedrichs desfilaram para Fernando Cozendey, sua coleção com muito jeans, tem pochetes e viseiras com amarrações inusitadas para complementar os looks com fortes referências aos anos 1990

 

No terceiro dia tivemos Bruna Marte e Amanda Pastre para Rocio Canvas, com peças que reforçam na investigação de volumes e modelagens em tecidos que se combinam entre pesos e transparências.

 

Bia colombo e Bruna Dietrich voltaram a passarela agora para a grife de Renata Buso, que integra o Projeto Lab dentro da Casa de Criadores, transformando os nós e nódulos decorrentes dos tropeços da vida feminina em uma coleção com emaranhados artesanais e bordados feministas.

 

No penúltimo dia de desfiles Sandy Carnielly e Bia Colombo finalizaram a participação de nossas modelos com o desfile de Karin Feller para Di Gaspar. Em suas estampas o contraste entre o urbano e a fauna e flora se desenham. As roupas são leves, fáceis de usar e o clash de estampas é um convite divertido que o styling da apresentação propôs.

 

Parabéns a todos os envolvido nesse lindo e importante evento, um agradecimento especial as nossas modelos e nossa agência em São Paulo Base MGT.